Serviços Terapêuticos

Terapia Ocupacional

Intervenção em situações que comprometam ou coloquem em risco um desempenho ocupacional satisfatório e consequentemente, restrinjam a atividade e participação de crianças e jovens e o seu bem-estar físico e psicológico. Procura desenvolver várias competências pessoais e funcionais, restaurar funções perdidas, prevenir disfunções, compensar funções, através do uso de técnicas e procedimentos específicos e/ou da utilização de ajudas técnicas ou tecnologias de apoio.

Quando recorrer a um Terapeuta Ocupacional?
Atraso global do desenvolvimento, Síndrome de Down, paralisia cerebral, autismo, medicina física e reabilitação, problemáticas específicas do envelhecimento, quadros demenciais, esquizofrenia, doença bipolar, depressão, entre outros.

As nossas terapeutas ocupacionais:
Maria de Lurdes Ribeiro

Terapia adequada para problemas de processamento de estímulos sensoriais, tendo como foco a melhoria da capacidade do cérebro receber, organizar e processar informações através dos sentidos. No caso das crianças, a intervenção centra-se no brincar, permitindo a exploração e construção de experiências sensoriais e o planeamento de ações adaptativas em relação aos outros.

Quando recorrer à Integração Sensorial?
Quando é necessária uma intervenção ao nível das dificuldades de aprendizagem, perturbação de hiperatividade e défice de atenção, problemas ao nível motor, dispraxia, problemas comportamentais e distúrbios de integração sensorial.

As nossas Terapeutas Ocupacionais:
Maria de Lurdes Ribeiro

A Intervenção Precoce associa um plano de apoios sociais, educativos e de saúde para crianças até aos 6 anos de idade e suas famílias.
A primeira infância é um momento privilegiado de desenvolvimento em que as aprendizagens são mais rápidas e frequentes, pelo que a intervenção nesta fase terá um elevado impacto no seu desenvolvimento futuro. Este tipo de intervenção foca-se na criança, promovendo oportunidades de aprendizagem, mas também nos seus cuidadores, de forma a fortalecer as suas competências.

Quando recorrer a esta especialidade?
Quando são identificadas problemáticas de desenvolvimento até aos 6 anos de idade.

As nossas Terapeutas Ocupacionais:
Maria de Lurdes Ribeiro