Implementação


A 3 de dezembro de 2014, Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, o projeto Clubes de Apoio à Inclusão, foi distinguido com uma menção honrosa no Prémio BPI Capacitar, possibilitando, assim, a implementação do projeto na Escola Secundária de Águas Santas, instituição parceira durante 12 meses. Concomitantemente ao processo formativo foi elaborado um manual de formação dirigido a voluntários e formadores para apoio à implementação deste projeto, potenciando a replicabilidade dos Clubes de Apoio à Inclusão/Clube de Voluntários nas escolas, podendo ter enquadramento como atividade extracurricular.



Entre janeiro e junho de 2015, 20 voluntários frequentaram, com periodicidade semanal, sessões de formação em que foram abordados os conteúdos de Educação para o Voluntariado, Inclusão, Escola Inclusiva e Deficiência, Relação com os outros. Esta vertente teórica foi complementada com sessões práticas, “em contexto”, permitindo aos voluntários um maior contacto com os colegas com deficiência/incapacidade nos espaços da escola onde se inserem: sala de multideficiência, sala do Currículo Específico Individual, refeitório. Com o início do ano letivo 2015/2016, estes Agentes de Apoio à Inclusão reiniciaram a formação, tendo sido privilegiadas sessões em contexto, com supervisão da equipa do projeto, promovendo-se, também, momentos de reflexão e discussão em grupo e/ou individualmente de acordo com os desafios identificados pelos voluntários. Concomitantemente, foi criado um outro grupo de voluntários constituído por alunos do 10º ano do curso profissional de Saúde da escola parceira.



Após um ano de formação, parece-nos importante salientar o perfil dos nossos voluntários, o envolvimento e dinâmica criados no contexto formativo e nos contextos onde apoiam os colegas. O apoio dos voluntários tem sido recebido de forma positiva em todos os contextos, verificando-se grande recetividade e entusiasmo por parte dos colegas com deficiência/incapacidade, bem como da comunidade escolar envolvida. Constata-se, também, uma crescente autonomia, dos voluntários, no desenvolvimento das atividades de voluntariado. Os Clubes de Apoio à Inclusão têm vindo a afirmar-se como um contexto promotor de heterogeneidade, diferenciação, criatividade e dinamismo, promovendo ações orientadas para a formação integral e realização pessoal dos alunos.









<< Voltar Imprimir